Incentivar energia solar geraria 4 milhões de empregos até 2030, diz estudo.

0 Respostas

Se os governos municipais, estaduais e federal adotassem medidas para incentivar o uso de energia solar, isso poderia criar quase 4 milhões de empregos, gerar R$ 11,3 bilhões em impostos e adicionar R$ 561,5 bilhões à economia brasileira até 2030. A estimativa é do estudo “Alvorada – Como o incentivo à energia solar fotovoltaica pode transformar o Brasil”, divulgado nesta semana pela ONG Greenpeace. Os números acima, de acordo com o estudo, aconteceriam no melhor dos cenários: se os governos reduzissem os impostos sobre os materiais para a geração de energia solar e também se fosse liberado o uso do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para trabalhadores comprarem esses equipamentos. Nesse cenário ideal, o levantamento estima que cerca de 8,8 milhões de casas ou comércios chegariam a 2030 tendo suas próprias placas para geração de energia solar nos telhados. A energia gerada (41,4 mil MWp) seria o equivalente ao dobro do que se espera da hidrelétrica de Belo Monte, afirma o Greenpeace. ‘Medidas factíveis’ “Todas as medidas levantadas no estudo são factíveis e de responsabilidade dos governos municipais, estaduais e federal. Está nas mãos do poder público permitir que os sistemas de energia fotovoltaica se tornem mais atrativos para a população e esse estudo mostra quais as melhores saídas para isso”, diz Bárbara Rubim, responsável pela Campanha de Clima e Energia do Greenpeace Brasil. Benefício ambiental Esses incentivos também teriam impactos positivos para o ambiente, aponta o Greenpeace. Se mais pessoas gerassem sua própria energia usando os raios solares, reduziriam o consumo de energia fornecida pelo governo, boa parte vinda das usinas térmicas. Com isso, diz o estudo, toneladas de gases de efeito estufa deixariam de ser despejadas na atmosfera. Fonte:  http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2016/05/06/incentivar-energia-solar-geraria-4-milhoes-de-empregos-ate-2030-diz-estudo.htm

Conta de luz residencial aumenta 11,66%Pontos de recarga elétrica já superam postos de combustível no Japão

Share Your Thoughts

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *